Inverno na Europa – Verdades e Mitos

Quando decidimos viajar para a Europa no auge do inverno logo surgiram muitas questões sobre como aproveitar essa estação, até porque existem autoridades no assunto que não recomendam (com um tanto de razão). Pensando nisso resolvi escrever esse pequeno post sobre a minha experiência pessoal com o inverno da Europa. Ênfase em pessoal.

Continuar lendo

Anúncios
Zurique

Europa – Índice Suíça

Organizei todos os posts sobre a Suíça aqui, pra facilitar a consulta. Confira:

Europa – dia 12 – Lausanne

Lucerna

Europa – dia 22 – Bate-volta a Lucerna

Mesmo sem Swiss Pass (expirado há dois dias) e contando os últimos francos pra terminar a viagem sem usar o cartão de crédito, decidimos fazer um derradeiro bate-volta, a Lucerna, encarando preço cheio nas passagens de trem e um frio… já enchendo o saco (acho que já usei todos os adjetivos que sei pra qualificar a friaca.


Lucerna é uma cidade muito bonita, e deve ser ainda mais se a gente puder ver as montanhas ao redor, o que praticamente não foi possível devido ao mau tempo. Começamos nosso pequeno roteiro, claro, saindo da (bonita) estação de trens e seguimos pela Haldenstrasse, margeando o Lago de Lucerna, vendo as construções elegantes, igrejas, as árvores desfolhadas e a neve acumulada por todos os lados. E no lago, patos, muitos patos (acho que eram patos :-)).

Antes de cansar, voltamos por uma rua paralela, dessa vez na direção da atração mais famosa da cidade, a Ponte da Capela, a ponte de madeira coberta mais antiga do mundo. Atravessar a ponte foi um alento pra quem já tava sofrendo um pouco com o vento gelado. De resto, nada além uma ou duas lojas de souvenirs e algumas pinturas no interior da ponte, mas também bons ângulos pra fotografar o centro histórico de Lucerna.

Ficamos ainda uns bons minutos “dentro” da ponte, até que o cansaço, provavelmente o acumulado de mais de 20 dias de viagem, nos fez decidir voltar pra “casa”, em Zurique. Ah, isso na primavera…

Ponte da Capela
Ponte da Capela

Almoçamos num Burger King dentro da estação de trens, enquanto acompanhávamos, nas TVs do estabelecimento, os momentos finais do dramático confronto entre Novak Djokivic e o suíço Stanislas Wawrinka (por quem obviamente todos estavam torcendo), pelas oitavas de final do Australian Open 2013. Desapontado com a derrota do suíço (na verdade, Tati não se importou muito :-)), terminamos nosso lanche/almoço e pegamos o trem de volta.

E esse foi o nosso sétimo (os outros foram: Lugano, Pisa, Montreux, Genebra, Berna e Zermatt!) e último bate-volta da viagem. Não havia energia (ou dinheiro) pra mais nada, e apenas gastamos vagarosamente nossos últimos momentos em Zurique no conforto quentinho do nosso quarto de hotel, comendo queijos, chocolates e afins e assistindo a um emocionante campeonato mundial de snooker na TV.

Tava na hora de voltar 🙂

Europa – Fotogaleria: Zurique by night!

Empolgados com nosso último dia de sol no inclemente inverno europeu, resolvemos sair também à noite, mesmo cansados no final da viagem, com tripé e tudo, só pra fazer algumas fotos noturnas. Passamos basicamente pelos mesmos lugares do passeio diurno, então não tenho nada de novo a dizer sobre eles, embora valha muito a pena explorar esses mesmos lugares com suas luzes noturnas. Deu trabalho pra fotografar e pra editar, então pelo menos aqui eu vou postar 🙂

Direto ao assunto:

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique Bahnhofstrasse
Zurique Bahnhofstrasse

Zurique Bahnhofstrasse
Zurique Bahnhofstrasse

Dados técnicos: Câmera em modo manual, abertura pequena (f/8) e velocidade entre 3 e 10 segundos. Todas com tripé e tiradas em formato RAW.

Os três dias seguintes foram em extremo slow travel, com direito a apenas um último bate-volta (Lucerna), muito supermercado e muitas horas debaixo dos cobertores do quarto do hotel. Mas os momentos finais da viagem eu conto no próximo post.
Até.

Europa – dia 20 – Roteiro a pé por Zurique

Chegamos a Zurique na tarde do dia anterior, mas o frio extremo, a quantidade de neve que caia e o cansaço acumulado da viagem fez a gente ir direto pro hotel e só começar a explorar a cidade oficialmente no dia seguinte. E também porque chegamos no provável melhor hotel da viagem! Dei a sorte de pegar uma superpromoção da Accor e consegui, por cerca de 100 euros, em uma cidade cara como Zurique, reservar o Continental Zurich – MGallery Collection. Praticamente o mesmo preço que paguei por um Ibis em Lausanne…

Mas um cenário completamente diferente se apresentou no dia seguinte, daquele tipo que só tinha dado as caras 5 vezes durante toda a viagem: um dia de sol! Abaixo de zero, mas ainda assim, sol. Valia a pena deixar o cansaço de lado por mais um dia e aproveitar pra fazer um belo roteiro a pé pelo centro velho (Old Town) da maior cidade Suíça.

Zurique
Zurique Bahnhof


Saímos do hotel e caminhamos em direção à estação de trens, até pegar a Limmatquai, rua que margeia o rio Limmat que corta a cidade. No caminho, além da neve acumulada dos dias anteriores (e que, pelo frio que fazia, não ia derreter tão cedo), passamos por (ou avistamos) o Museu Nacional Suíço, a Fraumünster Church, a prefeitura, a Kirche St. Peter (Igreja de São Pedro) e a Catedral Grossmünster, entre outros.

Sem roteiro ou objetivo definido, depois de um tempo voltamos um pouco na mesma Limmatquai, atravessamos o rio e seguimos pela Bahnhofstrasse, a mais famosa das ruas de Zurique. Cheia de comércio (“popular” e de luxo) e, por isso, muito movimento, é o lugar que melhor dá a ideia de “centro da cidade”. A rua segue até (ou começa por), naturalmente, a estação de trens (Bahnhof), que também era nosso principal ponto de referência/localização na cidade. Ela e o nosso melhor amigo de final de viagem, o supermercado Coop, onde compramos a maioria dos nossos almoços e lanches nos últimos dias.

Não tenho muito mais o que dizer. Deixa as fotos falarem 🙂

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Catedral Grossmünster
Catedral Grossmünster

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Zurique old town
Zurique old town

Catedral Grossmünster
Catedral Grossmünster

Zurique Bahnhofstrasse
Zurique Bahnhofstrasse

Zurique Bahnhofstrasse
Zurique Bahnhofstrasse

Zurique Bahnhofstrasse
Zurique Bahnhofstrasse

Museu Nacional Suíço
Museu Nacional Suíço

Como a maioria das pessoas passa pouco tempo em Zurique, esse é o tipo de passeio que pode oferecer um bom resumo da cidade. Dá pra demorar o dia todo nesse roteiro, se quiser curtir bem os lugares, mas dá também pra fazer em pouco mais de 2 horas, se não tiver tempo ou não quiser entrar nos lugares e museus. O mapa abaixo é uma boa sugestão:

Depois disso voltamos pro hotel, pra comer e descansar, mas ainda aproveitamos o embalo e saímos, com tripé e tudo, pra fazer uma sessão de fotos noturnas. Mas essas fotos eu posto na foto-galeria do próximo post.

Até.