detalhe Sagrada Familia

Barcelona – Sagrada Família e Park Güell

Esse dia foi um dos que eu mais esperava na viagem, o ingresso foi comprado com antecedência pela internet (para evitar as filas, antes de tudo) e eu já tinha lido e visto muitas fotos do lugar. Ainda assim, a visão **insira aqui adjetivos clichês de sua preferência** de dentro da Sagrada Família superou minhas expectativas.

É uma construção com tantos detalhes que eu acho que tinha que passar uma semana ali dentro pra absorver tudo. Os vitrais, e os efeitos que a luz refletida neles causam no ambiente, são os mais legais que eu já vi em uma igreja. Aliás, às vezes dá pra esquecer que é uma igreja, às vezes parece mais uma instalação de arte. Infelizmente, a objetiva que eu carrego na minha máquina fotográfica não é grande-angular, e, no momento, eu não tinha outra, o que me fez ter muita dificuldade em registrar o lugar como eu queria registrar. Paciência.

Para ver uma imagem em tamanho maior, clique para ampliar

Além da nave propriamente dita, o ingresso incluía também um pequeno passeio por uma mini exposição sobre a concepção e construção, ainda em andamento, da Sagrada Família, com várias fotos e maquetes. Já do lado de fora, devo confessar que achei a composição um pouco poluída, confusa (elementos demais). A parte externa é mais bonita vista um pouco mais de longe, pelo menos na minha modesta e não especializada opinião.

De lá fomos para o Park Güell, um complexo arquitetônico encomendado a Gaudí por Eusebi Güell, um poderoso empresário da época, com objetivos residenciais, o que nunca deu certo. Alguns anos depois, a prefeitura de Barcelona comprou o empreendimento e transformou em um parque, que também é considerado patrimônio da humanidade pela UNESCO.

Além de todos os detalhes e particularidades arquitetônicas do parque, uma das coisas mais interessantes que ele tem pra oferecer é a vista. Como fica em uma área elevada em relação ao resto da cidade, lá de cima,num dia de boa visibilidade, dá pra ver até o mar.

Para ver uma imagem em tamanho maior, clique para ampliar

Saindo do Park Güell ainda tivemos gás pra dar um pulo em Barceloneta, uma das praias da cidade. Muita gente se esparramava pela areia, aproveitando o sol e a temperatura agradável de 21 graus. Só que 21 graus pra mim é “friozinho”, e então ficamos só na sangria num dos bares lá perto.

Barceloneta

Barceloneta

Barceloneta

Barceloneta

Parece que não, mas foi bastante coisa pra um dia. Encerramos por ali.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s