Londres - Big Ben

Europa 2014 – Londres, um roteiro óbvio (mas essencial)

E lá voltamos nós. Se 5 anos atrás alguém me dissesse que eu iria três vezes à Europa em tão pouco tempo eu não levaria a sério. Mas isso teria sido antes de eu ser infectado com o vírus das viagens, daquele subtipo melhor medicado no Velho Mundo. Câmbio favorável (ok, cada vez menos) e promoções da TAP também ajudam.

Como tínhamos dessa vez a companhia de marinheiros de primeira viagem à Europa, o roteiro foi recheado de clichês, e apesar de parecer não digo isso como uma coisa ruim. A arte está em escolher os melhores clichês, evitando as roubadas pega-turistas e ficando apenas com aqueles que afinal de contas fizeram por merecer justamente o seu famigerado rótulo.

Além do mais, Londres é uma cidade de mil faces, mesmo nos seus caminhos mais universalmente conhecidos até por quem nunca pisou lá. A primavera era uma coisa nova para nós, e os dias mais longos vieram como combustível extra pra fazer o dia render render mais.

Começaríamos nosso roteiro pela Tower Bridge, mas a primeira coisa que fizemos foi nos perdermos, e descemos do ônibus (fico imaginando quem precisa de ônibus hop-on hop-off numa cidade de double decks tão bons) numa região de East London que se mostrou bem longe da famosa ponte. Foi ótimo! Caímos no meio de uma espécie de mercado árabe e foi divertido observar o vai e vem de mulheres de véus ou mesmo de burca! Eles não pareciam curtir o fato de eu estar tentando fotografá-los, e como ainda não tenho o hábito de pedir, fiquei sem boas fotos desses momentos.

East London
East London

East London
East London

Depois de uma boa caminhada conseguimos chegar na Tower Bridge, e só houve tempo de atravessá-la (lentamente) e procurar um lugar pra almoçar. Depois do almoço, começamos uma nova e ainda mais longa caminhada, dessa vez margeando o rio Tâmisa desde a região do Southbank, passando pela Millenium Brigde (de onde se vê a Saint Paul Cathedral) até a London Eye, onde nos detivemos por algum tempo, entretidos com o intenso movimento de turistas e a vista da casa do Parlamento e seu icônico Big Ben.

Depois de um lanche, retomamos o fôlego e atravessamos a ponte que nos separava do Big Ben, tiramos as fotos protocolares e avançamos lateralmente ao prédio, passando em seguida pela abadia de Westminster, onde ocorrem os casamentos da família real. De lá, usamos o resto das nossas energias e chegamos à Trafalgar square, em frente a National Gallery (não entramos).

Classic Double Decker
Double Decker clássico
Torre de Londres e The Shark
Torre de Londres e The Shark
Tower Bridge
Tower Bridge
The Shark
The Shark
City Hall
City Hall
Tower Bridge
Tower Bridge
Skyline de Londres
Skyline de Londres
Millenium Bridge
Millenium Bridge
Saint Paul's Cathedral
Saint Paul’s Cathedral
So many clichés...
So many clichés…
Abadia de Westminster
Abadia de Westminster
Trafalgar Square
Trafalgar Square

Era o fim do nosso primeiro périplo na capital inglesa, que eu facilmente sugeriria a alguém que, não sei por que motivo, tivesse um único dia para conhecer a cidade. Isso seria o “London in a nutshell”. Mas ainda havia muito o que explorar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s