Europa – dia 09 – Arrivederci Firenze, Ciao Venezia

Enfim chegou nosso último dia em Florença, a primeira cidade que realmente gostamos nessa eurotrip, e na nossa lista de checkpoints ainda faltava a Piazalle Michelangelo, que pra um aspirante a fotógrafo como eu é muito importante, porque fica no alto de uma colina e oferece uma ótima vista panorâmica da cidade. Pra isso acordamos mais cedo que de costume, porque nosso trem para Veneza partiria às 15:30h.

caminho ponte vecchio
A caminho da Piazalle Michelangelo

O ideal, saindo do nosso hotel, era pegar um táxi ou ônibus até lá, mas a Tati estava com uma tremenda disposição pra caminhar nesse dia, e então fomos a pé mesmo. Uma baita caminhada, mas o friozinho (friozão, mas a gente tava acostumando) ajudou a torná-la mais agradável, e assim a gente pôde caminhar um pouco mais margeando o belo rio Arno.

Chegando lá em cima, nos deparamos com mais uma réplica de Davi, e também com um montão de turistas e alguns vendedores. Aliás, os souvenirs de Florença não me agradaram muito, porque quase todos eles fazem referência ao Davi, mas a uma parte específica de sua anatomia, se é que me entendem. Meio Bizarro.

Florença

Duomo Florença
de longe é que se vê a grandiosidade do Duomo de Florença

Florença

Florença

Florença

Pra nossa sorte, assim que chegamos no alto da praça o dia começou a melhorar, o céu a ficar azul e o sol finalmente a dar as caras por ali. Fiquei feliz em finalmente poder fazer algum registro fotográfico dessa cidade com sol, mas uma outra coisa chamou imediatamente nossa atenção…

Vários casais de japoneses (ok, podem ser chineses, coreanos…) começaram a chegar pra fazer fotos de casamento, todos vestidos a caráter, com direito a limousine, fotos e filmagem! Ficamos especulando se eles tinham se casado lá (no Japão, na China, na Coréia…) e foram só tirar as fotos, ou se tinham acabado de casar em Florença mesmo. Se foi isso mesmo, foi um baita japa-casamento coletivo! E ficamos com vergonha de interromper e perguntar.

Satisfeitos com a vista e com as fotos, fizemos o caminho de volta, sempre a pé, e dessa vez com sol. Aproveitei pra refazer algumas fotos dos dias anteriores, e demos mais uma parada na Piazza della Signoria. Tentamos também entrar na Galleria degli Uffizi, um dos principais museus de Florença, mas infelizmente tava fechado naquele dia (uma segunda-feira).

Rio Arno

Rio Arno

Duomo Florença

Duomo Florença

Almoçamos, pegamos nossas bagagens no hotel (já havíamos feito check-out) e seguimos para Santa Maria Novella, já com saudades dessa bela cidade.

Como eu disse no primeiro post, tivemos ótima impressão de Florença, mas, pra não dizer que não reclamei de nada, o assédio dos vendedores aos turistas é muito desagradável! Alías, na Itália toda tivemos esse problema (nas cidades que fomos). Basta você mostrar o mais remoto interesse em comprar (ou saber o preço de) alguma mercadoria que eles passam a seguir você pela rua oferecendo descontos, desesperadamente, com todas as suas tralhas nas mãos! Um constrangimento.

Partimos para Veneza e chegamos lá já à noite, debaixo de uma intensa neblina que deixou a cidade com uma aparência sombria. Nosso hotel era muito bem localizado, em frente à estação de trens, mas ainda assim foi preciso atravessar uma ponte pra chegar lá, o que é um baita perrengue se você tem malas, já que as pontes são feitas de (muitos) degraus. Havia uns caras pedindo 2 euros pra carregá-las pra mim, mas eu não quis correr o risco de eles carregarem as malas pra “muito longe” de mim 🙂

Chegando no hotel Antiche Figure tivemos provavelmente o melhor serviço da viagem. Chiara nos atendeu calorosamente e nos ofereceu um upgrade (por 30 euros a mais, por noite, mas ofereceu), e então nos demos o luxo de ficar em Veneza com vista. Depois de descansar um pouco, saímos pra jantar, e não havia viva alma nas ruelas, e a visibilidade era baixa por causa da neblina. Motivo suficiente pra deixarmos pra explorar a cidade de verdade no dia seguinte.

E o dia seguinte eu conto no próximo post.
Até!

Anúncios

6 comentários sobre “Europa – dia 09 – Arrivederci Firenze, Ciao Venezia

  1. Helder Ribeiro disse:

    Rapaz, gostei muito da vista da praça, bonito pra caramba. Por tudo que já vi de fotos Florença parece ser realmente muito bacana pra nós que gostamos de fotografar.

    Parabéns pelo post e pelas belas fotos, como de costume.

  2. Ronaldo Giusti disse:

    Valeu Helder!
    Florença realmente é muito fotogênica. Só senti falta de uma grande angular, porque “dentro” da cidade é tudo muito apertado…

    Quanto às fotos, não chega no nível da série Alasca do Nerds Viajantes, mas foi o que deu pra fazer 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s