Europa – dia 06 – Ida para Florença

Depois de 4 dias em Milão, mas que descontando a chegada e o bate-volta a Lugano viraram apenas dois, chegava a hora de refazer as malas (eu nunca desfaço completamente) e partir para o próximo destino dessa Eurotrip: Florença!

Duomo Florença
Duomo de Florença


Saímos arrastando nossas malas de 4 rodinhas pelas calçadas milanesas em direção a estação central (nas propagandas isso parece muito mais fácil), já com as passagens compradas (no Brasil, pela internet) para o nosso primeiro trem de alta velocidade na Itália. Eu até queria experimentar a nova empresa de trens deles, Italo, mas os preços promocionais da Trenitalia falaram mais alto.

Nosso check-out era às 12, mas como o trem só sairia às 14 a gente acabou ganhando “um tempinho a mais pra reflexão” na bonita, mas muito fria, Milano Centrale. Foi um bom período de people watching: muitas figuras esquisitas passando na nossa frente, e aproveitamos pra pensar sobre o que achamos de Milão.

É cara, pouco acolhedora e sem graça. Existem muitos outros lugares na Itália mais interessantes e menos caros (constatamos depois), mas se ainda assim fizer questão de passar por lá (ou seu voo exigir, o que é mais comum), saiba que um dia bem aproveitado já é suficiente pra dar a cidade como vista. Se souber o dia em que estará lá, tente comprar antecipadamente o ingresso da Última Ceia. Isso valerá a pena. Pronto, matei minha vontade de falar mal de Milão 🙂

Pegamos nosso trem, e cerca de 1:40h depois desembarcamos em Florença. A estação de trens Santa Maria Novela parece uma rodoviária brasileira (no mal sentido). Tivemos a infeliz ideia de ir andando até o nosso hotel, mesmo sabendo que ficava a cerca de 1km de distância. À medida que as calçadas lotadas de gente iam diminuindo de tamanho, o meu arrependimento aumentava. Pra piorar, algumas estavam “carimbadas” com cocô de cachorro. Pegue um táxi.

Apesar do perrengue inicial, o clima de Florença nos agradou logo de cara, completamente diferente do de Milão. Uma cidade transpirando história e cultura. Nosso hotel, Orto de Medici, era econômico, mas limpinho e confortável, e ainda a uma distância “caminhável” das principais atrações. Havia um livrinho no quarto com a história do prédio que hoje é o hotel – isso é Florença!

Depois disso tudo já era noite (5 horas), e então só saímos do hotel pra fazer um reconhecimento rápido e jantar, o que foi muito fácil porque bastou seguir direto pela rua do hotel (voltando, na verdade) que o movimento ia aumentando, de pessoas e comércio, e logo chegamos numa zona (no bom sentido) com vários pequenos restaurantes de preço honesto. Acabamos fazendo isso muitas vezes durante a estada na cidade.

Mas a brincadeira começou de verdade mesmo no dia seguinte, que eu conto no próximo post.
Arrivederci!

Anúncios

Um comentário sobre “Europa – dia 06 – Ida para Florença

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s