Europa – dia 03 – Milão no day after

Depois de um reveillon tão bom quanto podia ser, acordamos tarde no 1º de janeiro e, diante da perspectiva de estar tudo fechado, só levantamos a tempo de pegar o finalzinho do café da manhã do hotel, nos arrumamos e saímos. Realmente estava tudo fechado, até o tempo, mas peguei uma dica na internet de rink de patinação que estaria aberto naquele dia e fomos pra lá, sob uma friaca respeitável…

ringue de patinacao em Milão
Ringue de patinação em Milão


Talvez lembrando da nossa última experiência num rink de patinação (leia aqui), dessa vez não arriscamos entrar e ficamos só observando as crianças e adultos que patinavam. Meia hora depois, entediados e com frio, resolvemos ir para o Duomo (metrô linha vermelha – estação Duomo), e pra nossa sorte havia algumas lojas, restaurantes e um pequeno mercado de Natal funcionando. E lá estavam todos os turistas também.

Foi o nosso primeiro contato com a parte turística mais relevante de Milão, e veríamos no final que, para turistas, ela não oferece muito mais que isso mesmo. Ainda assim, o Duomo é muito bonito, e o conjunto do qual ele faz parte, com a piazza e a Galeria Vittorio Emanuele ao lado, é magnífico. A Galeria abriga lojas caras de grife (fechadas) e alguns restaurantes pega-turista. Já o mercado de Natal vendia uma grande variedade de queijos (e é possível degustar), além de outros produtos menos interessantes (pra mim), como frutas cristalizadas e ainda bijouterias e roupas.

mercado de Natal Milão
Mercado de Natal em Milão

mercado de Natal Milão
Mercado de Natal em Milão

Galeria Vittorio Emanuele
Galeria Vittorio Emanuele

teto Galeria Vittorio Emanuele
teto da Galeria Vittorio Emanuele

teto Galeria Vittorio Emanuele
teto da Galeria Vittorio Emanuele – balões perdidos…

Duomo Milão
Duomo de Milão

Escolhemos um dos restaurantes ali perto e comemos, cada um, a nossa primeira pizza italiana. Cada um porque lá as pizzas são individuais, embora sejam grandes e eu acabasse tendo que comer a minha inteira e metade da de Tati. Outra diferença em relação ao Brasil é que cada lugar tem 4 ou 5 sabores pra escolher, e não 50, como aqui. Reclamem do meu ufanismo, mas acho que nós evoluímos o processo 🙂

A pizza tava muito boa, o vinho também, mas pra gente o dia já tinha dado o que tinha que dar. Hora de dormir mais um pouco (o inverno faz isso com a gente), porque o dia seguinte seria longo: era o primeiro bate-volta da viagem e o primeiro contato com a Suíça (Lugano), assunto do próximo post.

Até.

Anúncios

Um comentário sobre “Europa – dia 03 – Milão no day after

  1. Windson Mateus disse:

    Realmente os caras são extremamente tradicionais em termos de pizza. E ficam irritados com essa penca de sabores que temos aqui o Brasil hehehe
    Comi uma no aeroporto de Malpenza em Milão. Fatia enorme e na mão mesmo, italian style…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s