Nova York – Dia 02

Quando chegamos em Nova York (doravante NYC) eu estava determinado a comprar um metrocard de 7 dias, pra poder andar de metrô à vontade durante uma semana, mas como nossa estada era de 10 dias eu ainda tava indeciso sobre o momento ideal de comprá-lo. Eu sabia que haveria dias em que os passeios seriam feitos totalmente à pé, porque a localização do nosso hotel era MUITO central, e então o metrocard não seria necessário nesses dias.

Resolvemos então começar pelos locais de interesse mais próximos (eu já tinha agrupado as atrações por proximidade do hotel antes da viagem, numa espécie de roteiro beeem livre). Com 3 dias assim, sobrariam 7 dias certinho pra usar o metrocard, dependendo também da nossa disposição pra andar, que foi surpreendentemente grande!

Normalmente os hotéis em NYC (que eu posso pagar) não oferecem café da manhã, então começamos nosso roteiro pelo Dean & Deluca que ficava praticamente no lobby do nosso hotel. De lá fomos pra sede da ONU, que fica na 1st avenue entre as ruas 42 e 46 mais ou menos. No caminho já passamos perto da Grand Central Terminal e combinamos de entrar só na volta.

Sede da ONU


No salão de entrada da ONU (depois de alguns controles de segurança) pudemos ver uma exposição fotográfica sobre o holocausto e outra sobre o tsunami do Japão. Já a visita guiada nós resolvemos não fazer e ficamos só no salão das exposições e no subsolo, que tem um café e uma livraria/gift shop. Meu maior interesse era poder ir ao terraço de onde se tem uma vista bacana do east river e do Queens, mas ele tava fechado pra reformas… e isso encerrou nossa visita.

fotos (na verdade um tapete) dos secretários-gerais da ONU. O atual à direita.
exposição com fotos do tsunami do Japão

East river e Queens vistos da ONU

Como combinado, tomamos o caminho de volta passando pela Grand Central Terminal, que é isso mesmo que o nome diz (um grande terminal central), e além disso tem um bonito estilo arquitetônico e muitas lojas (incluindo uma da Apple). E gente, muita gente circulando. Como já passava de 1 da tarde, seguimos nosso caminho e acabamos almoçando no “italiano” Sbarro. As aspas são porque os funcionários e a comida tavam muito orientais pro meu gosto. Não é lá essas coisas, mas quebra o galho por um preço decente.

Grand Central Terminal

Grand Central Terminal

Demos mais uma circulada, dessa vez pras bandas da Macy’s, e voltamos pro hotel pra dar uma descansada, porque à noite tínhamos ingressos para o Carnegie Hall, pra assistir a uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Boston! Eu estava realmente na expectativa desse programa, porque apesar de não ser um ouvinte regular de música clássica, sei que presenciar um espetáculo desses ao vivo é uma experiência marcante (quem já pôde ouvir uma orquestra ao vivo sabe do que estou falando). Além disso, o Carnegie Hall é considerado por muitos a sala de espetáculos mais famosa do mundo, e conhecida por sua acústica perfeita. E é bonita pra caramba!

Carnegie Hall

Carnegie Hall

Carnegie Hall

Claro que fomos pra lá andando também, e o final da apresentação foi também o final do nosso 2º dia na cidade. Deu pra ter uma ideia do quanto a gente andou no segundo dia? Fiquei curioso e joguei no Google Maps:

8Km! Acho que no dia seguinte a gente devia dar um refresco e caminhar menos.
Yeah, right…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s