Resoluções de Ano Novo

Não tenho o que reclamar de 2011. Aliás, nem dos últimos 5 anos. Às vezes, no entanto, é preciso mudar algumas coisas, nem que seja pra que tudo continue como está (sendo bom). É a minha porção geração Y que tem martelado isso na minha cabeça, e que talvez seja responsável pela minha recente dificuldade em me manter focado por mais que alguns minutos na mesma tarefa. Deve ser necessidade de fazer algo novo. Um projeto novo, pra ser mais claro.

Já passei da idade de querer mudar o mundo ou de ficar reclamando de como ele é injusto. Cada vez mais acho que devo, em vez disso, trabalhar para que ele seja injusto a meu favor! Não me entenda mal, não pretendo entrar no mundo do crime, ok? Apesar de ser privilegiado (ou remediado, dependendo do seu referencial), sempre vivi na “ponta perdedora do sistema”. E o sistema, amigos, é uma “articulação de interesses escrotos” (sempre quis usar esse bordão).

Meus amigos mais antigos vão lembrar da época em que eu sonhava em ter uma “ideia original”, que quando implementada me renderia milhões. Pois bem, parece que só aguardar a epifania não deu muito certo, principalmente quando meu trabalho cotidiano tá cada vez mais fortemente baseado no copiar/colar. É preciso realizar alguma atividade que reverta o possível processo de atrofiamento do meu cérebro o quanto antes.

É por isso que a minha resolução para 2012 é uma só: começar a fazer algo novo! Algo que eu goste, me entusiasme e que dê retorno. E como estudar pra concurso no máximo pode cumprir um desses três requisitos, acho muito difícil que “mergulhar nos livros de PMBOK” seja o projeto escolhido.

E o que seria esse “projeto novo”? Bom, acredito que deve envolver fotografia ou dispositivos móveis. Ou os dois! Mas quero manter minha mente aberta pra outras possibilidades também (opa, sem segundas interpretações!). É certo também que amadurecerá acompanhado de uma forma mais eficiente de gestão do tempo.

É isso.
Pra todos vocês (15) que me leem, um feliz ano novo!

Anúncios

3 comentários sobre “Resoluções de Ano Novo

  1. Claudio Pinheiro disse:

    Véi…eu segui este pensamento também…comprei uma guitarra e comecei a fazer aulas! Nada como aprender um instrumento para desenvolver o lado direito de cérebro…
    Grandes abraços…

    ps: Já convenci minha esposa a me liberar para o Carnaval de Salvador 2013…chame-me de MESTRE, por favor…

    Rsrssrsrsrsrsrsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s