Galeria – Bumba-meu-boi

O enredo da festa do Bumba-meu-boi resgata uma história típica das relações sociais e econômicas da região durante o período colonial, marcadas pela monocultura, criação extensiva de gado e escravidão. Numa fazenda de gado, Pai Francisco mata um boi de estimação de seu senhor para satisfazer o desejo de sua esposa grávida, Mãe Catirina, que quer comer língua. Quando descobre o sumiço do animal, o senhor fica furioso e, após investigar entre seus escravos e índios, descobre o autor do crime e obriga Pai Francisco a trazer o boi de volta. Coquitéis e curandeiros são convocados para salvar o escravo e, quando o boi ressuscita urrando, todos participam de uma enorme festa para comemorar o milagre. (fonte: Wikipedia)

É essa a história que cada grupo de bumba-meu-boi (de um jeito ou de outro) conta nas suas apresentações. As fotos abaixo são de uma apresentação do Boi de Morros, sotaque de orquestra, no Arraial da Lagoa em junho de 2011.

Esse é apenas um tipo de bumba-meu-boi, dos muitos existentes, do Maranhão. Existem outros muito mais autênticos, por assim dizer, que não contam com índias e índios malhados e selecionados, mas sim com pessoas das comunidades/cidades de onde são os bois e que fazem suas próprias fantasias.

Tenho o projeto pessoal de um dia fazer um registro muito mais completo do São joão do Maranhão, fotografando vários grupos diferentes, culminando com o encontro de bois no bairro do João Paulo no dia de São Marçal, que acontece a mais de 80 anos e marca o fim dos festejos juninos. Será que um dia acontece?

Até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s