O Litoral Cearense – Oeste

Diferente do litoral leste (veja post aqui), que é caracterizado por falésias, o oeste é dominado por dunas, e é também mais “espalhado”, por assim dizer. Também no litoral oeste o melhor fica pro final, desta vez a cerca de 300km da capital, na cultuada Jericoacoara. Depois de Jeri ainda existe litoral cearense (Camocim), mas normalmente é conhecido apenas por quem vai fazer o roteiro que passa pelo Delta do Parnaíba e Lençóis.

Assim como no leste, a estrada a ser usada é a CE-085, ou rota do sol poente. Também é um tapete, mas como é muito sinuosa, pode ser mais complicado de andar nela se estiver movimentada (ultrapassagens mais complicadas).

Cumbuco
É a praia mais próxima da capital (não vou contar a do Icaraí), tem passeios de buggy com direito a parada em uma lagoa para praticar esquibunda (quase um passeio padrão no litoral do Ceará). Existe também a lagoa do Banana, mas não vi graça nela. À tarde é invadida por kitesurfistas! Aliás, existem algumas escolas de kitesurf na região.

praia do Cumbuco

praia do Cumbuco, lotada de kites

Taíba
Meio escondida (você não consegue montar a rota pelo google maps), é tranquila e agradável em alguns locais. Conheci muito pouco, mas pretendo voltar.

praia em Taíba, perto das “grutas”

vista do mirante de Taíba

Lagoinha
É uma das preferidas dos cearenses, mas eu não gostei não, apesar de bonita. Muito “farofada”, se é que me entendem, e você é abordado o tempo todo por vendedores e afins. Ainda assim, recomendo o almoço no restaurante Full Xico, em que o cardápio é escrito de caneta num caderno tipo aqueles colégio de criança, e os clientes são encorajados a escrever também! É possível ler, por exemplo: “o pargo é ótimo, mas demora a ficar pronto”.

Mundaú
Seguindo rumo oeste, outra praia tranquila, pra descansar. Existe um passeio de barco (grande, e não jangada) que pode render boas fotos de por-do-sol. Fora isso não tem muito o que fazer, mas também não somos incomodados por vendedores. No mesmo caminho para Mundaú, pode-se ir também para Flexeiras, que não conheço, mas deve ser parecida.

lugar de onde saem os passeios de barco em Mundaú

cuidado ao tirar fotos assim, elas podem cegar (sério)

mas com o sol indo embora já é mais seguro

Jericoacoara
A estrela da companhia. É longe, mas vale a pena. E já foi bem mais difícil chegar lá, mas agora tem um trecho de estrada novo da CE-085 que quase chega em Jijoca, que é a porta de entrada para Jeri, e que também possui uma ou duas lagoas MUITO fotogênicas. Digo uma ou duas porque se chover demais durante o ano, a do paraíso acaba se juntando com a azul. Aliás, algumas das mais belas fotos promocionais de Jeri são na verdade, feitas nessas lagoas de Jijoca.

lagoa azul/do paraíso

Funciona assim (para pobres mortais): você vai de carro (ou ônibus) até Jijoca e lá deixa seu veículo num estacionamento ao preço de 5 reais por dia. Alguns podem sugerir que você esvazie um pouco os pneus e vá por conta própria, pela areia. It’s your call. De lá pegue um transporte para Jeri, por 5 ou 10 reais, depende da sua cara de turista. Aí são cerca de 30 minutos até a vila de Jeri propriamente dita. A depender das chuvas, esse caminho pode ser muito bonito também.

multidão subindo a duna do por do sol para ver… o próprio

Se você não é pobre mortal, pode ir de 4×4 à partir de fortaleza, pela areia, vendo todo o litoral com direito a paradas estratégicas. Ou ainda de helicóptero, por uns 4 mil (por pessoa) 🙂

Chegando lá você vai perceber que a praia principal não tem nada de espetacular. Acho até feia. Uma larga faixa de areia batida, meio escura. Coqueiros de um lado e a duna do por do sol de outro. Mas a graça lá, assim como em Canoa (mas diferente), é o “clima”.

a vista é boa de vários lugares diferentes

A vila de apenas quatro ruas de areia, cheia de pousadas, restaurantes e bares, gringos (e gringas) por todos os lados, inclusive vários que abandonaram suas vidas na europa e resolveram morar em Jeri, dão uma ideia do que realmente é Jeri, sobretudo à noite, que é movimentada.

Além do lifestyle caracteristico, existem também muitos passeios possíveis. O mais fácil, e de graça, é a caminhada até a famosa pedra furada que. embora digam o contrário, você não precisa de guia pra fazer. Basta acompanhar as outras pessoas que vão até lá todos as tardes. Em agosto o sol se põe exatamente no furo da pedra, mas não se anime muito porque vai estar lotado e dificil de tirar boas fotos, porque ninguém arreda o pé de lá. Outros passeios incluem lagoas, mangues, travessia do buggy de jangada, passeios de cavalo e por aí vai.

passeio de buggy em Jeri

Uma coisa desagradável que tem acontecido é que o movimento de carros de passeio aumentou muito dentro da vila de Jeri nos últimos anos, o que tira a tranquilidade e o clima do lugar. Espero sinceramente que proíbam, antes que estraguem tudo!

lugar legal que eu esqueci completamente o nome 🙂

Bom, é isso. Gostei de revisitar esses lugares na minha cabeça e procurar as fotos perdidas e espalhadas por HD’s e DVD’s pra ilustrar os posts. Isso me lembra que eu tenho que organizar e backupear melhor minhas fotos. Pretendo fazer isso mais vezes!

Anúncios

5 comentários sobre “O Litoral Cearense – Oeste

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s